BLOG

CNA defende criação do Plano Nacional de Melhoria da Qualidade do Leite

01/12/17 -A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) defendeu nesta quarta (29), em reunião no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a institucionalização do Plano Nacional de Melhoria da Qualidade do Leite e a análise e divulgação dos dados do Sistema de Monitoramento da Qualidade do Leite Brasileiro (SIMQL).

“A CNA sempre defendeu a qualidade do leite, mas a forma de aferir essa qualidade tem que avançar. O Ministério tem que fazer a parte dele como órgão que normatiza e fiscaliza. É preciso também ter ações integradas do produtor com a indústria e o governo,” destacou Rodrigo Alvim, presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA.

Um dos pontos discutidos dentro da proposta do plano nacional foi a Instrução Normativa 62 do Ministério da Agricultura, de 29 de dezembro de 2011. Segundo Alvim, se o Brasil não seguir os padrões estabelecidos pela IN 62, o País não terá condições de exportar.

“Precisamos ampliar mercado. Somos os maiores no agro em vários setores como café, carne, laranja e poderemos ser do leite também se fizermos o dever de casa. A CNA é favorável e luta para alcançarmos essa qualidade e temos a certeza que esse plano nacional faz parte de um contexto obrigatório para termos competitividade para exportar.”

O Sistema de Monitoramento da Qualidade do Leite Brasileiro (SIMQL) foi desenvolvido pela Embrapa e vai reunir milhões de dados referentes aos resultados de análises do leite produzido no País que serão, acredita Rodrigo Alvim, ferramentas de gestão para o setor. A plataforma já está pronta e deve entrar em funcionamento no início do ano que vem.

Em relação ao preço do leite, que atualmente está em baixa, Alvim reforçou que a institucionalização do plano nacional de qualidade deve trazer melhorias.

“Enquanto toda a indústria brasileira não entender que qualidade tem um preço e que produto com qualidade significa maior rendimento industrial e maior vida de prateleira dos produtos, não vamos avançar. A velocidade da melhoria desse processo de qualidade é tão maior quanto mais indústrias pagarem e remunerarem a qualidade do leite.”

Na reunião, ficou definida a criação de grupos que vão estabelecer comitês para tratar os gargalos do setor, tendo como pontos iniciais a serem abordados já no início de 2018, a revisão da IN 62 e a adequação da plataforma do SIMQL, de forma que seus dados sejam acessíveis.

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br
senar.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
twitter.com/SENARBrasil
facebook.com/SENARBrasil

LER TODAS AS NOTÍCIAS
FAERJ e SENAR-RJ realizam ciclo de Encontros de Lideranças Regionais Sindicais para debater metas e o novo cenário da Contribuição sindical

FAERJ e SENAR-RJ realizam ciclo de Encontros de Lideranças Regionais Sindicais para debater metas e o novo cenário da Contribuição sindical

05/02/2018 – Em janeiro foi iniciado o ciclo de Encontros de Lideranças Regionais Sindicais, com o intuito de divulgar as ações e metas a serem cumpridas durante o ano e debater o futuro dos Sindicatos Rurais diante do novo cenário da Contribuição Sindical. Abrindo a agenda de Encontros, o Presidente da FAERJ/SENAR-RJ, Rodolfo Tavares, visitou os […]